Linguiça Blumenau ganha selo de Indicação Geográfica e só poderá ser fabricada em 16 cidades de SC

As cidades autorizadas para a produção da Linguiça Blumenau faziam parte, no final do século 19, do grande município de Blumenau.

A Linguiça Blumenau alcançou o status de Indicação Geográfica (IG) pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial nesta terça-feira (6). Agora, só pode ser produzida com esse nome nas cidades do Médio e Alto Vale do Itajaí, seguindo padrões específicos.

A Associação das Indústrias Produtoras de Linguiça Blumenau (Alblu) buscava essa distinção há quatro anos. O produto deve obedecer a regras, como ser produzido de forma artesanal, respeitando normas sanitárias, e utilizando apenas carne suína pura defumada.

As cidades autorizadas são:

  • Agronômica
  • Aurora
  • Benedito Novo
  • Blumenau
  • Doutor Pedrinho
  • Gaspar
  • Ibirama
  • Indaial
  • Laurentino
  • Lontras
  • Pomerode
  • Presidente Getúlio
  • Rio do Sul
  • Rio dos Cedros
  • Rodeio
  • Timbó

O reconhecimento destaca as raízes étnicas, típicas e culturais associadas à Linguiça Blumenau na região, marcadas por festas étnicas alemãs e ativos turístico-culturais, como a Rota da Linguiça. Vale lembrar que todas as 16 cidades autorizadas para a produção da Linguiça Blumenau eram parte, no final do século 19, do grande município de Blumenau, o que explica o nome.